Pessoas que passam por nossas vidas…

A Vida tem caminhos estranhos.
As pessoas às vezes são estranhas também… aliás, elas não são estranhas, são apenas universos distintos dos nossos… outras linguagens, outras formas de entender a Vida, de sentir medos, de vivenciar alegrias…

E a Vida às vezes nos apresenta pessoas… algumas ficam por muito tempo, outras dão apenas uma passagem…

E tanto umas comos as outras – as que ficam bastante como as meteóricas – acabam por trazer lições…

Seja pela presença, seja pela ausência…

A presença pode ser tão dolorosa quanto a ausência…

Ausência dolorosa, ausência da história de Vida…
Quais eram os medos…
De onde veio…
Para onde caminhava…

Às vezes as pessoas se fecham em conchas, tem medo de se abrir…
porque talvez temam expor uma falta tão grande que não sabem se um dia será suprida…

Um desejo de prover aos que amam aquilo que a elas foi negado…

Uma família amorosa… amigos…

Só que a esperança pode ceder lugar para uma tristeza… será que faz sentido?

E quando essa centelha finda, esgota-se junto o desejo de tornar o futuro diferente do passado…

os motivos para isso estão imersos nas brumas da dúvida, da solidão…

e de um modo tão doloroso, algumas pessoas acabam escolhendo seguir outro caminho… outras respostas…

e a noite silenciosa apaga a voz e cala uma centelha… para sempre…

talvez porque nem fizessem idéias de que eram importantes… para alguém…

Ela nem imagina que sua partida vai deixar um vazio tão grande e doloroso…

Não é vazio que dói…
É o silêncio das perguntas que ficarão para sempre sem sua resposta…

* * *

para um amigo tão querido, com o qual falhei como amiga,
falhei em fazê-lo saber como era querido…
falhei em tentar abrir a concha que o protegia…
falhei em saber do seu passado – tinha medo de que minhas perguntas trouxessem lembranças dolorosas – e talvez você quisesse exatamente responder a essas perguntas, para escrever uma nova história…
sabia de suas aspirações e sonhos… sabia do seu sorriso e da sua gentileza…
sabia do seu abraço sempre sincero

mas sabia eu tão pouco de você…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: