manhã nublada
manhã de garoa 
manhã sem graça?

exceto pelo abraço…

indiferente aos passantes, ele a envolveu nos braços…
esquecida dos passante, ela,
deixou lágrimas tocarem lhe o ombro…
antes fôsse um abraço de “boa viagem”… “te vejo domingo”…
ambos desnudos de receios,
nudez dos medos e orgulho,
ela e ele…
seres passavam repletos de indiferença…
seres íam e vinham, cheios de inércia…
apatia…
e o abraço sem fim…
ele a beijou no rosto repetidamente, querendo convencer a si mesmo de que aquilo era o melhor a ser feito… ele… frágil… entregue…
passou as mãos nos longos cabelos dela…
beijou o pescoço…
beijou os ombros…
esqueceu-se do universo ao fechar os olhos e mergulhar no perfume das madeixas desejadas…
ela…
frágil…
entregue…
nada fazia… nada dizia… deixava-se amar…
deixava-se amar pela última vez…

Abraco2

Um pensamento sobre “

  1. tava com muita saudades de ler os escritos da jux!!! : )
    isso me lembra as melhores fases de nossas vidas… e o melhor disso é saber que estamos vivendo a melhor delas!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: