Os números de 2011 nao mentem jamais

por essas e outras eu ♥ wordpress!

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos da Ópera de Sydney tem uma capacidade de 2.700 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 9.000 vezes em 2011. Se fosse a sala de concertos, eram precisos 3 concertos egostados para sentar essas pessoas todas.

Clique aqui para ver o relatório completo

doismiledoze twothousandtwelve zweitausendzwölf

 

2012 pão na mesa, saúde para o corpo e amor no coracão.
2012 bread on the table, health for the body and love inside the heart.
2012 das Brot auf dem Tisch, die Gesundheit für der Körper und ein liebevolles Herz.

primeiro ano na Alemanha

16 de Dezembro de 2010, 2 malas de 32kg cada, 3 avioes e 24h de viagem pela frente…

17 de Dezembro de 2010 – nasce meu novo “eu”, nessa terra chamada Alemanha

Nascer de novo?

Sim

Diferente de quando de eh turista, mudar de mala e cuia para uma nova terra, com nova cultura e novo idioma podem ser sim comparados a nascer de novo.

Cada um dos ultimos 365 dias tem sido aprendizado…

Aprender a falar

Aprender a pensar

Aprender a se expressar

Aprender a ler pessoas e momentos

Eh tambem sentir saudade

nao aquela saudade dolorosa

Saudade da terra-brasilis?

Podem vir as condenacoes, mas nao tenho saudade da terra que ficou pra tras.

Antes aprendi melhor a terra que nasci, mas sem saudades.
Saudade da comida, do povo, do clima?
Nao, obrigada.
Nao sinto saudades mesmo.
Tantos sabores no mundo a serem degustados, tantos climas a serem desafiados, tantas pessoas diferentes que podem tanto ensinar… vou lah ficar com saudade da terra amarelo-canarinho?
Sem chance.
E nem vem dizer que eu estou “deslummbrada com a Batatalandia”.
Jah andei bastante pelo planeta para saber – ha tempos – que nao existe lugar perfeito. Primeiro mundo eh fantasia erotica.
Existem lugares diferentes e que a gente pode sim achar melhor, de acordo com as expectativas e desejos que se tem em vida.
Em muitos aspectos, nos que me interessam, acho a Nutellalandia, no momento, melhor que a Terra do SeuSabia.
Nao tenho orgulho em ser brasileira porque, neh? sinceramente, acho esse “orgulho” muito ingenuo, na medida em nao fiz nada pra nascer lah. Nasci no Brasil como poderia ter nascido em Bangladesh ou na Finlandia.

Por outro lado, eu me orgulho de sair da zona de conforto.
Sair e cair da cadeira e da cama quentinha eh bem foda.
Mas vale a pena cair, sair do casulo e rever conceitos e preconceitos.

E por falar em saudade…
Minto se disser que nao tenho saudade do povo…
Tenho saudade apenas do meu povo, da minha tribo… do meu quartel-general.

Saudade apenas da minha primeira Familia

Mae, Pai, irma, irma, irmao, sobrinho, sobrinha…

Saudade de amig@s, pouc@s e bons, que ficaram…

Mas, como disse, e uma saudade sem dor…

E a vontade de ter todos juntos…

Mas aqui… tenho minha familia…

uma familia que me adotou e que eu adotei…

e um amor…

pelo qual atravessei mares terras e ares

pelo qual aprendi novas profissoes

pelo qual cresco

pelo qual nasci de novo

e assim sigo nascendo, todos os dias!

FelizAniversario para mim 😀

Dia Mundial do Pao – World Bread Day – October 16, 2011 – Croissant

A queridissima Zorra organiza periodicamente eventos relacionados a panificacao, quer sejam paes com fermentacao natural, quer sejam paes sem sova. Eu participei uma vez, com um pao de banana, receita da Fezoca.

Darling Zorra often organizes events related to baking, for example, natural yeast bread, no-knead bread and so on. I participated last year, presenting a banana bread, a recipe from Fer Guimaraes Rosa, from Chucrute com Salsicha.

Hoje, 16 de outubro, eh o Dia Mundial da Alimentacao. Mais do que comer e falar de comida, vale a reflexao de como somos seres privilegiados nesse planeta em que 925.000.000 (novecentos e vinte e cinco milhoes) de pessoas simplesmente nao tem o que comer. Acordar e dormir sem a dadiva de um alimento sao ideias inimaginaveis para nos. No entanto, sentir o estomago corroer as costelas eh a dura realidade de quase 1/7 da populacao humana que habita esse planeta azul.

Today, October 16th, is the World Food Day. More than eating and talking about food, it is far more important to reflect how privileged we are on this planet in which 925.000.00 people starve, day after day. Wake up and going bed without the bliss of a meal are ideas that we cannot conceive. Nevertheless, feeling the stomach eating the ribs is the hard and cruel reality of 1/7 of human population of the blue planet.

Hoje, 16 de outubro, foi a data escolhida pela Zorra para o Dia Mundial do Pao – World Bread Day. E o motivo eh exatamente falar do pao que nutre e promover um sentimento de gratidao e humildade pelo alimento que temos, sabendo que tantos irao dormir sem vislumbrar nutricao para o corpo e alma.

Today, October 16th, is the date choosen by Zorra for the World Bread Day. Yes, we will talk about bread, we will share our experiences, photos and recipes and more. We will share a profound feeling of gratetude and humility for the food that we have, knowing that countless brothers and sisters will not reach the possibilty of nurshuring the body and the soul.

***

Hoje, 16 de outubro de 2011, eh uma data especial para mim. Hoje faz 10 meses que deixei o Brasil, rumo a Alemanha. E amanha, 17 de outubro, completo 10 meses de Alemanha. 10 meses de integracao, aprendizado diario. E nao falo somente do idioma, mas do crescimento unico que uma vida partilhada a dois pode proporcionar. Sinto saudades unicamente de minha familia no Brasil, talvez alguns amigos. O que traz conforto ao coracao eh saber que estar aqui significa uma decisao tomada e desejada ha longos anos, em prol de nossa pequena familia. Uma historia escrita a quatro maos, desejando que outras pequeninas maos se juntem as nossas…

Today, October 16th, is a very special date for me. 10 month that I left Brazil, flying to Germany, for love, for life, for good. And tomorrow, october 17th, I complete 10 month living in Germany. 10 month of integration, daily learning. And I dont mean only german learning, but that special grownth that a life together makes possible to the brave ones. I only miss my family in Brazil, maybe few friends. What brings comfort to my heart is the fact that being here means that a precious decision was taken and desired for such long time, with the purpose of having our little family. One life story written in four hands, looking forward those tiny little hands to join ours…

Por isso, a receita de pao que escolhi para participar do Dia Mundial do Pão eh um croissant. Simples, adaptei a receita, a fim de ter menos manteiga. Eh o pão preferido do meu querido companheiro, um viking-germano-frances! E faco com alegria, pois o sorriso e a felicidade dele ao degustar um croissant quentinho sao o alimento para minha alma e meu coracão.

For this special reason, among others, the bread recipe I have chosen to share, in order to participate at World Bread Day is a croissant. Very simple and delicious, suffered a little change from the original recipe, however. My, our croissant has far less butter. This is the favorite bread of my beloved partner, my french-german-viking! And I make it with pure joy, since his smile and happiness while enjoy a freshly warm croissant are the food for my heart and soul.

***

A receita do Croissant eh de um padeiro frances que mora ha bons anos no Brasil, Olivier Anquier. Segue abaixo a receita diretamente do site do “pão” Olivier Anquier, exatamente como faco, com a unica diferenca que reduzi a quantidade de manteiga. Para 500kg de farinha de trigo, uso apenas 120g de manteiga gelada. Pode parecer pouco, mas eh suficiente para fazer a folhagem da massa, caracteristica marcante do croissant. Ah! As ilustracoes e medidas sao TODAS da receita original no site do Anquier, que voce pode conferir a receita original em portugues aqui.

The Croissant recipe is from a french baker who lives for many years in Brazil, Olivier Anquier. The recipe as follows was takes from his website. That’s exactly how I make it, excpet for the amount of butter. For 500kg of flour, I use only 120g of butter. It may sound too little, but it is more than enough to make the laminating of the dough, so characteristic of croissant! All the illustrations and measurments of ingredients and step-by-step are ALL from Anquier’s site – you can check here.

CROISSANT

Dough “Detrempe” (dough before laminating):

 

• 1 kg all-purpouse flour – I use organic flour

• 540 ml cold water

• 80g sugar

• 1 pinch salt

• 30g fresh yeast

 

Laminating:

• 500g cold unsalted butter – I use 240g of butter/kg of flour

How to prepare:• 1st moment

Dough (detrempe):

• Follow the step-by-step of basic bread – see here (in portuguese);

• when finish the oxigenating the dough, store in the fridge for 12h, to stop the fermentation and cool down the dough.


Laminating:
flat the butter, creating a square shape;

Remove the dough “detrempe” from the fridge and open it with the roll,making a star shape; let the center a bit higher, like a little flat hill and the other ends thinner;

Place the butter on the top of the “hill”, in the center;

Close the borders over the butter, like an envelope;

Cover the butter completely with the dough;

Open again with the roll, creating a wide band;

Lift one of the borders and fold it untill you reach the middle;

Fold the other border over the border you just folded to the middle;

Take the dough back to the fridge and let it rest for 10min. Remove it from the fridge and stretch the dough again, according to n. 6 and fold it like 7 and 8. Always cool down the dough for 10min in between the folding operations; Stretch the dough for the last time, shaping a the wide band and cut the band in the middle, so you have two equal bands. Finally cut each band in to triangle shape;

Put one vertex of the triangle to your direction and roll it – from the wide end to the vertex turned to you – with both hands and without much pressure. Place the little rolls on a baking sheet, covered with parchment paper . Let them rinse for 1h30min. Preheat the oven 250°C/480F. Brush each croissant with egg wash. Bake the croissants without steam, for 15 minutes or untill get golden.

2 mulheres negras e 1 mulher islamica ganham o Premio Nobel da Paz 2011

Baralho!
fico emocionadissima com isso!!!

(foto – josesaramago.org)

Mulheres negras, Mulher islâmica. Elas estao longe dos estupidos padroes de beleza impostos as mulheres do planeta.

Essas mulheres sao guerreiras, lutam por um mundo melhor para mulheres e homens.

2011 – o ano da mudanca
sobre o Nobel da Paz, clique aqui

nunca eh tarde…

para rever nossos preconceitos

Kübra Gümüsay eh uma jovem alema, descendente de turcos.
Jornalista e estudante de Ciencias Politica na Universidade de Hamburg.
Ela escreve um blog  sensacional Ein Fremwörtenbuch (um dicionario estrangeiro)
http://ein-fremdwoerterbuch.blogspot.com/

Conflitos

Esse veio quase do sarcofago… mas vamos la!

A Gisley Scott, do blog Querido Deus, obrigada por me exportar, fez uma enquete bem legal sobre o tema Conflitos. Ok, jah faz um tempinho (os lances rolaram no dia 15/08), ela havia convidado algumas meninas a fazerem videos e, apesar de nao ter sido formalmente convidada, troquei umas mensagens com a Gisx e ela disse que eu poderia fazer um video, se assim quissesse.

E aqui estou, com voz e cabelos um pouco diferentes, falando de conflitos 😀

 

Bolo de Limao e Amora Preta – Blackberry and Lime Cake

E porque hoje eh sexta feira, e porque faz muito tempo que nao posto uma receitinha sequer, segue abaixo a receita de um bolo fofo, perfumado, nao muito doce e absolutamente delicia 😀

Como de costume, fiz algumas intervencoes: troquei o leite pelo iogurte natural – que eu faco em casa, receita a ser postada nos proximos capitulos; adicionei, alem da baunilha, cardamomo, o que deu um toque refrescante e combina perfeito com limao.

Gosto de frisar que a qualidade dos ingredientes eh bem decisiva para o sucesso da receita. No caso desse quitute, usei farinha de trigo e acucar, ambos organico, o iogurte eh feito em casa, com leite organico tambem.

As amoras nao poderiam ser mais organicas, fair trade e primar produto local: foram colhidas a beira de um campo perto de casa, durante um passeio de bicicleta!

Ah! A receita original pede Lime que eh o bom e verdinho limao tahiti. Acabou meu estoque de limoes tahiti contrabandeados presentados direto do Brasil, entao usei o Lemon, que eh o limao siciliano e o bolinho ficou maravelhoso! Se bem que sou suspeitissima pra falar: eu AmoAdoro limao siciliano!

Inspirada na Diva LuizaMarilac, a receita eh facissssima, vamo tentar assar?

Bolo de Limao e Amoras Pretas -(receita original Blackberry Lime Cake do site fofo Kitchen Simplicity – veja aqui)

  • 5 colheres (sopa) manteiga, temperatura ambiente a ponto de deixa-la bem mole;
  • 1 xicara acucar organico;
  • 1 colher (cha) extrato natural de baunilha – usei as sementes de 1/3 de uma fava de baunilha
  • 3 vagens de cardamomo – abrir, retirar as sementes e espremer entre duas colheres na hora de adicionar na massa;
  • 1 ovo caipira, tamanho medio;
  • ½ xicara de leite – substitui por iogurte natural organico;
  • 1 xicara de farinha de trigo organico;
  • 2 ½ colheres (cha) de fermento;
  • Raspas de 1 limao tahiti – usei limao siciliano;
  • 3 xicaras de amoras pretas –  usei 200g de amoras colhidas free – separe essa quantidade de amoras em 2 recipientes distintos (½ da quantidade em cada recipiente);
  • ¼ xicara de acucar –  usei 1/8 xicara de acucar de confeiteiro no final.

  1. Bata a manteiga e o acucar ateh formar um creme uniforme. Adicione a baunilha, as sementes de cardamomo, o ovo, o iogurte, misturando bem entre a adicao de cada ingrediente.
  2. Lentamente adicione os ingrediente secos – farinha de trigo e fermento – a massa e bata bem. Adicione as raspas de limao.
  3. Coloque a massa numa forma untada e enfarinhada pequena – eu usei uma forma retangular 21 x 25 x 4 cm (8 ½ x 10 x 1 ½polegadas). Espalhe bem a massa com as costas de uma colher. Pegue um dos recipientes com as metade das amoras e coloque-as, uma a uma, por cima da massa. Salpique o acucar granulado.
  4. Asse no forno pre-aquecido 350F – 175°C – por 20 minutos. Apos esse tempo, retire do forno – ainda vai estar mole. As amoras terao afundado na massa do bolo. Espalhe as amoras restantes sobre o bolo. Coloque novamente no forno.
  5. Asse por mais aprox. 15min ou ate testar com o palito de dente – coloque o palito seco no meio do bolo e ao retirar, tem que sair limpo. Deixe esfriar antes de cortar.
  6. Salpique acucar de confeiteiro e sirva. E perfeito pra acompanhar um cafe fresquinho

Rendimento – 12 fatias 😀

Rodrigo Lombardi e o “preto de alma branca”

Entao que nao moro mais na terra brasilis mas sei bem o que anda rolando daqueles lados.
E, apesar de 5500 anos sem assistir o tal do Faustao, dei de cara com esse video rolando – o fato eh fresco, foi apresentado no domingo ultimo.

Entao… de novo. Muita gente nao viu assim, nada demais no comentario do Lombardi. Eu vi, e muita gente viu. E todos nos que vimos e nos incomodados fomos atacados por aqueles que nao acharam “nada de mais” Ou como disse um amigo “credo, que mania de procurar pelo em ovo”.

Reproduzo aqui o pequeno debate que se passou numa certa rede social e meus argumentos pra tentar mostrar um outro ponto de vista. Porem, sao momentos de cegueira plena que me fazem ter muita vergonha e preguica alheia.

Bora ver o circo pegar fogo?

  • Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo: Não vi nada de preconceituoso neste depoimento.
  • Advogada do diabo: queridissimo Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo, nem sei por onde comecar a explicar…….. sei lah, nao me surpreende q vc nao tenha visto nada de preconceituoso na fala do Lombardi. Isso eh bem exemplar da sociedade brasileira que, como bem destacou o escritor Nei Lopes, eh “altamente preconceituosa, racista e excludente”. Soh q a merda do racismo no Brasil eh velado, eh tao impregnado q as pessoas nao notam. Alias, as pessoas negras notam, mas geralmente se calam, afinal, o brasil eh o “paraiso da democracia racial”. Entao, as pessoas crescem com esse mito e RA! nem percebem como a propria fala – tal qual a do Lombardi – pode ser extremamente racista e discriminatoria. Mais um detalhe: pq vc nao consegue ver o preconceito na fala dele nao significa q a fala nao tenha sido racista e preconceituosa.
  • Advogada do diabo: fala do Rodrigo lombardi: “tem um cara q sou fan desde criancinha. Era um cara negro, caolho, 1,50m, chamado Sammy Davis Jr, q qdo entrava no palco, saia com 2m de altura, loiro de olho azul” eh o mesmo q dizer q “o ator negro Sammy Davis Jr entrava no palco e era tao brilhante q parecia um ator loiro de olhos azuis”. Eh o mesmo q dizer “Nossa, ele nem parece negro”. Pq o talento do ator soh seria legitimado atraves da equivalencia ao q se entende como digno de ter talento – ator loiro e olhos azuis. Dentro da otica racista, um negro JAMAIS poderia ser talentoso, e, se ele fosse talentoso apesar de negro, ele ganharia entao o status de homem branco.
  • Advogada do diabo: e tomo por emprestimo as palavras do GELEDES Instituto da Mulher Negra: “Essa é uma das peculiaridades do racismo brasileiro, as pessoas supondo elogiar uma pessoa negra tentam embranquecê-la como prêmio ou ilustração de seu talento ou genialidade. Disseram certa vez que Machado de Assis não era negro e sim um grego. É inexplicável e talvez inaceitável para esse tipo de mentalidade que a negritude possa ser genial em si mesma ou por si mesma prescindindo solenemente de qualquer associação à branquitude.”
  • Amigona: É como uma das frase que me arrepia até a sombrancelha: “ahhh ele é tao bom! É um negro mas com alma branca!!!” achando que tá elogiando.
  • Advogada do diabo: Amigona querida, essa colocacao foi perfeita!
  • Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo Este é o tipo de discussão tão inútil quanto querer encontrar pêlo em sapo. O ator apenas enalteceu o poder da dança sobre a pessoa e tanto brancos quanto negros tem talento em qualquer área, especialmente a dança. E se alguem dissesse para mim “Você é um perna de pau, mas neste jogo vc parecia o Pelé”, além de irônico, devo considerar um caso de racismo às avessas?
  • Advogada do diabo: queridissimo Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo, vc entendeu certinho. Qdo vc diz q o Lombardi “apenas enalteceu o poder da dança sobre a pessoa” (veja q estou copiando fielmente suas palavras) eu respondo q ele fez exatamente o que segue: ele descreve o Sammy Davis Jr como negro baixo e caolho e depois diz que, qdo o Sammy se apresenta ele deixa o palco com “com 2m de altura, loiro de olhos azuis”.Segundo seu entendimento e o do Rodrigo Lombardi, isso foi um enaltecimento. De acordo com o dicionario online Priberam, o verbo “enaltecer” significa “elogiar com excesso; elevar às nuvens; nobilitar, enobrecer”. Ok, agora para e analisa comigo: em q momento ele disse q o Sammy Davis Jr era um bom dancarino com essas palavras “Sammy Davis Jr eh um bom/otimo/maravilhoso dancarino”? Ele nao fez isso em momento algum, ele simplesmente demonstrou o elogio ao Sammy Davis Jr ao “promoveu” o Sammy Jr ao patamar de “homem branco”. Foi exatamente isso q ele disse. E segundo o q vc mesmo entendeu, chamar um negro de branco eh elogio. Da mesma forma como vc e milhoes de outras pessoas interpretam como elogio dizer q um negro age igual ao branco. Agora, se alguem disser q vc trabalha “igual negro”, vc vai tomar isso como elogio tb? A reciproca nao eh verdadeira. E nesse ponto entra a sua hipotese “Você é um perna de pau, mas neste jogo vc parecia o Pelé”, q reflete exatamente o q eu acabei de dizer: uma cousa eh dizer q vc joga feito Pele, outra dizer q vc joga igual negro. E qdo vc menciona se deveria tomar isso como um caso de racismo “as avessas”, vc jah responde a pergunta q fiz anteriormente, se vc tomaria como elogio alguem chamar vc de “negro”. Nao, pra vc nao eh elogio, mas o contrario, chamar um negro de branco eh elogio.
  • Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo  Se alguem me disser “você trabalhou feito um negro ou escravo” eu não fico ofendido. Entendo que a pessoa disse que eu trabalhei bastante (uma vez que a escravidão foi a obrigação ao trabalho). Se alguém fala de Pelé eu imagino o Pelé. Da mesma forma, se me chamarem de alemão, branquela, gringo, vou processar meia dúzia? Vou cortar os pulsos porque fui ofendido gravemente? Neste tipo de debate eu não gosto de criar caso, até porque se levar tudo ao pé da letra, eu também poderia interpretar como racismo, ofensa, etc. Isto porque hoje em dia qualquer olhar diferente, uma expressão inadequada já é caso de dano moral, racismo, etc. Além disto, temos o nojento politicamente correto – quando temos que camuflar o que pensamos para parecermos mais simpáticos. Continuo vendo este trecho do vídeo como nada demais. Até antes de assisti-lo eu imaginei que se tratava de outro trecho, em que o ator usava expressões como “nego”, etc para outro casal (nesta hora eu sinceramente pensei “milhares vão criar discussões sobre este trecho alegando racismo e outras coisas)
  • Amigona: Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo, nao nos conhecemos. Sou amiga virtual da Advogada do diabo. Mas penso tao parecido com ela que as vezes acho que somos melhores amigas desde o jardinzinho 😉
  • Amigona:bati a tecla errada 😦 — enfim, a colocacao preconceituosa nesse comentário dele está em fazer uma comparacao com o Sammy Davis que entrava normal como negro mas ficava tao maravilhoso que saia branco, loiro de olhos azuis. Ou seja, se alguém fala que vc trabalhou como escravo sinonimo voce trabalhou muito. Se falar que voce entrou normal, baixo, e negro mas ficou alto, lindo e branco quer dizer que o branco é melhor que o negro. Voce nao acha essa uma analogia preconceituosa.
  • Advogada do diabo: o q vc chama de “nojento politicamente correto”? as pessoas que, como eu, por exemplo, nao acham nada engracado piadas sobre estupro, racismo e homofobia? pode dizer q a carapuca serviu e nao soh serve em mim como fui eu quem tricotou 😛
  • Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo O politicamente correto está em todos os meios. Exemplo do noticiário “fulano roubou um banco e foi peso em flagrante”. Por maior a safadeza (e comprovada) usa-se o termo politicamente correto “acusado” “suspeito” (porque parte-se do princípio de que ele não foi julgado). Ora, diante de um exemplo deste, que me revolta, o politicamente correto é nojento, pois temos que camuflar expressões, para não traumatizar, para parecer bonito, ou seja, parece um baile de máscaras.
  • Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo: Amigona, eu inssisto: no meu entendimento, o ator enalteceu a transformação da dança no indivíduo. È o caso do Pelé que eu dissse antes. Eu posso ser um tremendo perna de pau e me ter a impressão de que joguei como o Pelé. E pelo fato do Pelé ser negro e eu ter adotado ele como referência, significa que fui racista? Para você é preconceito porque você entendeu desta forma. Parto do princípio que uma raça não é melhor ou superior a outra. Diante de cada situação cada um pode classificar se houve preconceito ou não (esta discussão é interminável).
  • Advogada do diabo: o uso do termo “acusado” nao tem nada a ver com politicamente correto. Qualquer manual de direito – por mais xexelento q seja – vai dizer que “eh inocente ateh q se prove o contrario”. E tem mais: pode ter havido flagrante, mas pq vivemos num chamado Estado Democratico de Direito, as pessoas soh sao consideradas “culpadas” efetivamente apos um julgamento. Esse tipo de “protecao” q vc entende como ato da patrulha do “politcamente correto” nao acontece em regimes ditatoriais nos quais os flagrantes sao plantados pelas policias de repressao e os acusados sao automaticamente rotulados como “culpados” e as sentencas executadas na hora. Esse mesmo Estado Democratico de Direito impede q vc, Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo, caia numa armadilha criminal armada por um desafeto qualquer e seja obrigado a cumprir pena sem esgotar todas as medidas legais em sua defesa. E isso nao eh apenas “politicamente correto”, isso eh previsao legal da propria Constituicao de 1988.
  • Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo:Eu entendo seu ponto de vista. Teoricamente é tudo bonito, maravilhoso. Só que na prática se eu pegar R$ 100,00 da sua carteira e for pego em flagrante você vai querer passar a mão na minha cabeça e me chamar de suspeito ou acusado mesmo que eu seja um baita fdp e roubei seu dinheiro?
  • Advogada do diabo: vamos pensar na seguinte hipotese: estamos na calcada, vc estah na minha frente, eu dou uma nota de 100 reais pra vc e na hora q vc pega a nota, passa um carro da policia e eu grito “SOCORRO! Ele me assaltou!”. A policia vem e prende vc em flagrante delito, afinal. E ae?
  • Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo: Ai, serei preso, vou contratar um advogado (que tem aos montes), serei chamado de acusado, suspeito e terei a proteção dos direitos humanos!
  • Advogada do diabo: exato! O mesmo direito q tem voce de esgotar todas as formas de defesa e nao ser chamado de culpado ateh q provem q eu queria sacanear vc, esse direito assiste a tod@s as pessoas que nao vivem em regimes ditatoriais.

E, e sei dizer que o Amigo nao-vejo-pelo-em-ovo nao foi o unico a nao enxergar o conteudo racista do ator globoso. Esse ator pode ate nao ser racista, mas que a declaracao dele racista, isso foi.

Adoro essa frase do AlexCastro:

não podemos esquecer nunca a função social mais importante da liberdade de expressão: sem ela, como saberíamos quem são os idiotas?

Meme – 9 cousas cousitas

Bao…
Normalmente sou uma pessoa extremamente discreta e fechada em relacao a minha vida pessoal… mas li em tantas casinhas virtuais legais (ex, da Eve, da Bruna, da Isabela, da Jane, da Billy, etc), que fiquei com vontade de participar…

E a fofa musical Isabela veio me intimar: faz!

Mas, diferente dessas meninas todas, eu ainda sou meio outsider nessa  atual era casinhas virtuais, embora ja stenha sido dona deu um sotao virtual por quase 9 anos (meu antigo Metamorphosis).

Naftalinas a parte, vamos lah… 9 cousas sobre mimself:

Um) nao tomo leite desde os 2 meses de vida. Minha mae tentou me amamentar, mas era aquele sufoco: o leite entrava na mesma velocidade em que era devolvido. Nao tomo leite ateh hoje, mas consigo comer a maioria dos queijos e ADORO. E estou muito feliz por tomar os melhores leites de soja bio aqui, na Nutellaland!

Dois) Quando crianca, queria ser ser veterinaria e treinava fazendo algo que eu chamava de “transplante de coracao” em joaninhas. Tais cirurgias se constituiam em tirar “algo-nao-identificado” de dentro de uma joaninha e colocar esse algo dentro da outra joaninha. Um lance sinistro-nada-sexual de troca-troca. Muitas joaninhas ganharam o reino dos ceus por conta disso…..

Três) sou tecnica em edificacoes, formada pelo antigo CEFET-PR, hoje Universidade Federal Tecnologica do Parana – UFTPR. Trabalhei 6 anos como projetista de uma empresa de escoramentos alema. Foram anos muito legais fazendo projetos em CAD, orcamentos e indo pra obra, acompanhar montagem de equipamentos. Chuva, lama e poeira eram rotina que de rotina nao tinha nada nao!

Quatro) Na mesma epoca do CEFET, num belo semestre calhou de eu ter que escolher entre fazer Teatro OU estudar Francês. Fui parar no Teatro e por um ano e meio o palco fez parte da minha vida. Nesse mesmo tempo, fizemos algumas apresentacoes e foi nessa epoca  – ok, jah era meio “velha” pro assunto – que eu dei meu primeiro beijo… historia fofa que rendeu um post e o menino, muito tempo depois, descreveu em breves linhas a versao dele

5) Nao gosto de video-game. Nunca gostei. Nunca tive paciencia pra tal. Nos tempos de jovenzinha ateh joguei um pouco mas nunca curti o bastante a ponto de amar esse passatempo com todas as forcas do coracao-figado-rim-pulmao.

Seis) No auge dos meus 7 anos de idade, organizei um abaixo-assinado pra lutar pelo fim da matanca das baleias. Com SETE ANOS! Isso foi em mil-novecentos-e-guarana-de-rolha. Eu havia assistido a um programa da RedeBobo de TV chamado Globo Reporter, sempre apresentado nas sextas feiras. Naquele dias eles falaram da caca as baleias, mostraram cenas horrorosas. Tais cenas ficaram grudadas no meu jovem cerebro por muitos dias… E um dia, no onibus escolar, pensei: eu PRECISO fazer alguma coisa. Contei pra minha mae e tanto ela como meu pai sempre apoiaram as filhas e o filhos nos seus momentos doidivanas. Minha mae disse: Ok, vc tem fazer um abaixo-assinado. Ela me explicou direitinho e aos sete anos bati na porta de muitas escolas,  explicava tudo, pedia a assinatura de todos. O treco ficou tao grande que… a TV foi chamada! Apareci na TV, mas fiquei meio-super-travadissima pra falar com o reporter. Tipo, eu era e ainda sou muito timida. Nao me perguntem como foi que eu fiz o tal abaixo-assinado. Soh sei que o documento foi mandado pro Sarney – na epoca ele era rei-do-maranhao, digo, presidente do Brasil. Sabem o que foi mais incrivel? 20 anos depois, arrumei um emprego numa empresa de engenharia em Curitiba e minha chefe, durante nossa primeira conversa, veio com essa: hey, vem cah… vc nao era aquela menina que fez um abaixo-assinado pra salvar as baleias?

Sete) Detestos figado, sob todas as formas, temperos, receitas, modos de preparo. Nao suporto o cheiro e nem a aparencia. Prefiro minha parte em dinheiro hohohohoho

Oito) estou no meu segundo casamento. Tanto o dito-cujo-ex como meu querido Viking-germanico foram conhecidos num site de relacionamento chamado match.com. Isso mesmo: os dois nao eram brasileiros e  os dois foram encontratros na internet. O ex-trupicio (conhecido dentro da esfera do Quartel-General familiar com a alcunha de OGRO)  pode ser resumido numa expressao: importacao de produto com vicios ocultos. Tal produto se revelou totalmente inadequado para o consumo humano, e os vicios maleficos deixaram de ser tao ocultos assim q ele pisou no solo brasileiro. Foi uma experiencia total fail e ele, um total loser.

Nove) Minha primeira viagem de aviao culminou com minha primeira ida ao exterior juntamente com meu primeiro carimbo no passaporte: participar de uma conferencia fantastica no Canada. E nao gastei um centavo pq ganhei bolsa. Foi a realizacao de um dos maiores sonhos da minha vida. Um divisor de aguas que mudou minha vida para sempre.

Acabei de lembrar de um monte de outras cousas… mas fica pra um proximo episodio 😀

%d blogueiros gostam disto: